SAÚDE

 

Tabagismo é a principal causa de câncer de pulmão

Hábito é responsável por 85% de todos os casos deste tipo de tumor diagnosticados no país; Campanha nas mídias sociais alerta para os efeitos nocivos do fumo

tabagismo-fumo

Tribuna da Bahia, Salvador 

 

Um estudo recém-lançado pelo Instituto Oncoguia traçou o panorama do câncer de pulmão no Brasil. Os dados apresentados mostram evolução principalmente na luta contra o tabagismo, responsável por cerca de 85% dos casos deste tipo de tumor, mas também desafios importantes para o futuro, principalmente em relação ao diagnóstico precoce, notificação dos casos da doença e investimento em pesquisas.

O tumor de pulmão é o tipo de câncer que mais mata no país. Dois dos fatores que contribuem para esse cenário, segundo a oncologista do Grupo Oncoclínicas, Clarissa Mathias, são a subnotificação dos casos e o diagnóstico tardio da doença, o que resulta no alarmante dado de que 92% dos casos decorrem em morte, conforme apontou o levantamento.

“Os dados trazidos pelo Panorama do Câncer de Pulmão mostram que há um grande déficit em relação a notificação de casos no país, o que nos impede de ter uma visão mais clara e ampla do problema para combatê-lo. E, quando identificados, chegam nos hospitais em estágio onde já não é possível de ser tratado”, diz a especialista, que é também presidente do Comitê Internacional da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO).

Os números comprovam a fala da médica. Em 2016, 86,2% desses pacientes já apresentavam estágios avançados da doença, o que diminui as chances de cura consideravelmente. No Nordeste, a situação é ainda pior, como aponta Clarissa. Em Sergipe, por exemplo, 100% deles estavam nessa situação.

Para ela, apesar de ter incidência menor do que em outros países, como os Estados Unidos, no Brasil, o câncer de pulmão é responsável por muito mais mortes.

“É essencial ampliar as ações de conscientização da população em geral por meio de campanhas informativas sobre as causas da doença, hábitos nocivos à saúde e estimular o entendimento da importância do diagnóstico precoce. Além disso, precisamos incentivar pesquisas clínicas no país, que podem ajudar a ampliar o acesso ao tratamento”, ressalta a oncologista.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), apenas 24,6% dos casos são notificados no país. Estimativas apontam a ocorrência de 28.220 novos casos atualmente, porém o Registro Hospitalar do Câncer (RHC) tem oficialmente listados apenas 6.915.

Tabagismo ainda é a principal causa de câncer

O tabagismo continua sendo o maior responsável pelo câncer de pulmão no Brasil e no mundo. Aliás, não apenas deste tipo de tumor: em 2017, segundo o INCA, 73.500 pessoas foram diagnosticadas com algum tipo de câncer provocado pelo tabagismo no país e 428 pessoas morrem diariamente no país por conta dele. O instituto aponta ainda que mais de 156 mil mortes poderiam ser evitadas anualmente se o tabaco fosse evitado.

Em 79% dos casos de câncer de pulmão, por exemplo, os pacientes eram fumantes, ou ex-fumantes. Apenas 21% nunca tiveram contato com o tabaco.

O Brasil foi recentemente reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um exemplo no combate ao cigarro. O país tem um dos menores índices de fumantes do mundo, cerca de 10% da população acima de 18 anos, segundo o próprio INCA. Mesmo com os avanços, os desafios não param de chegar.

A especialista ressalta ainda que a chegada do cigarro eletrônico, que tem conquistado principalmente os jovens, deve ser um ponto de alerta para a sociedade.

“Nós vemos novas formas de tabagismo chegando, como esse dispositivo tecnológico, por exemplo, que tem atraído principalmente os adolescentes, pelo formato, pela novidade e pela falta de informação também sobre o impacto nocivo deles. Então, estamos vendo uma geração que tinha largado o cigarro, voltar para versões digamos, mais modernas, do mesmo mal”, afirma Clarissa.

Parar de fumar, alerta a médica do Grupo Oncoclínicas, é a forma mais eficaz de se prevenir contra o câncer de pulmão, além de diversas outras doenças e tumores.

Oncoclínicas na luta contra o fumo

Anualmente, o Instituto Oncoclínicas – iniciativa do corpo clínico do Grupo Oncoclínicas para promoção à saúde, educação médica continuada e pesquisa - desenvolve uma série de ações para alertar sobre a importância de combater o tabagismo como forma efetiva de prevenção contra o câncer. Em 2019 a iniciativa terá a parceria da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) e trará uma abordagem positiva nas redes sociais mostrando os benefícios sentidos pela pessoa que para de fumar.

Voltada à conscientização sobre o abandono do cigarro para uma retomada da saúde e da qualidade de vida, a campanha, direcionada à sociedade em geral, ressalta uma importante informação: nunca é tarde demais para abandonar o cigarro. Apenas 20 minutos após interromper o vício, a pressão arterial volta ao normal e a frequência do pulso cai aos níveis adequados. Em 8 horas, os níveis de monóxido de carbono no sangue ficam regulados e o de oxigênio aumenta. Passadas 24 horas, o risco de se ter um acidente cardíaco diminui. E após 48 horas, as terminações nervosas começam a se recuperar e os sentidos de olfato e paladar melhoram.

Em até três meses, a circulação sanguínea melhora e caminhar torna-se mais fácil com a função pulmonar se recupera em até 30%. A partir de um a nove meses, os sintomas como tosse, rouquidão e falta de ar ficam mais tênues. Em cinco anos, a taxa de mortalidade por câncer de pulmão de uma pessoa que fumou um maço de cigarros por dia diminui em pelo menos 50%. Quinze anos após parar de fumar, torna-se possível assegurar que os riscos de desenvolver câncer de pulmão se tornam praticamente iguais aos de uma pessoa que nunca fumou.

Fonte: https://www.trbn.com.br/materia/I19885/tabagismo-e-a-principal-causa-de-cancer-de-pulmao


Moradores que comeram carne de baleia morta correm risco de intoxicação

carne-de-baleia

Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO

 

De nada adiantou o alerta feito pelo Instituto Baleia Jubarte, que recomendou à população não consumir a carne da baleia morta após encalhar na praia de Coutos, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, na manhã de sexta-feira (30). Além de se tratar de uma prática ilegal, causa riscos à saúde.

A carcaça da baleia ainda atrai muitos curiosos à praia de Coutos. Nesta segunda-feira (2), por exemplo, alguns ainda passavam pelo local, onde ainda estão os restos do animal. Uns reclamavam do mau cheiro, que chega a ser sentido até o outro lado da Avenida Suburbana, enquanto outros só buscavam a chance de ver o animal de perto.

O auxiliar de pedreiro Jorge Silva, 28 anos, é um deles. Nas primeiras horas de anúncio da morte do animal pelas equipes de resgate, ele aproveitou para chegar o mais perto possível e, com um facão, retirou pedaços da carne da baleia, enquanto ainda estava fresca. O objetivo, segundo conta, era garantir seu estoque de carne no freezer por dois meses.

“Eu tirei bastante carne e guardei na geladeira. Devo ter o suficiente para passar uns dois meses sem ir no açougue. Eu quis aproveitar a oportunidade, usei meu facão e tirei o quanto pude. Já comi um pouco desde o dia que tirei, gostei do sabor, tem gosto de carne de boi e, ao mesmo tempo, de peixe”, relatou.  

Desde a morte, na sexta, funcionários da Empresa de Limpeza Urbana do Salvador (Limpurb) trabalham no local para destrinchar a carcaça. Na manhã desta segunda, aguardavam a chegada do guincho para a retirada dos restos do animal.

Por meio de nota, a Limpurb informou que "rebocou a carcaça da baleia da praia de Coutos para a de Tubarão às 17h, com uso de um barco, após algumas tentativas sem sucesso, devido à praia ser de difícil acesso e pela dimensão do animal, de cerca de 15 metros de comprimento e 39 toneladas. O novo local foi escolhido por facilitar o acesso dos equipamentos necessários para a total remoção dos restos do animal morto". 

Acrescentou ainda que, nesta etapa, serão utilizados uma retroescavadeira, dois caminhões, duas caçambas, um munck (veículo com guindaste) e dois contêineres de 20 metros cúbicos. "A equipe inicia o trabalho a partir das 20h, quando a maré começa a baixar, e segue até que o nível da água permita".

A retroescavadeira vai retalhar a carcaça, cujos pedaços serão dispostos no contêiner e depois nos caminhões para posterior encaminhamento ao Aterro Metropolitano Centro (AMC), localizado no CIA.

carne-de-baleia

Jorge cortou vários pedaços da jubarte encalhada (Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

 

Lei e saúde
Assim como Jorge, muitos outros moradores não seguiram à risca a recomendação da bióloga Luena Fernandes, que esteve no local. Ela voltou a alertar para o perigo do consumo da carne da baleia e reforçou que se trata de uma prática ilegal.

“Consumir a carne de baleia, além de ser crime ambiental, por se tratar de um animal protegido por lei, é também um risco grave à saúde humana. Se esse animal encalhou, é porque estava muito doente. Não é recomendável que comam a carne desse animal”, disse a bióloga.

A lei que protege os animais de toda espécie de cetáceo - animais de vida aquática e mamíferos das águas jurisdicionais brasileiras - é a Lei nº 7.643, de 18 de dezembro de 1987, que em seu Art. 1º, que prevê a proibição da pesca ou qualquer forma de molestamento intencional de toda espécie.

Quem for pego cometendo o ato, pode responder por crime ambiental, além de ser punido com pena de dois a cinco anos de reclusão e multa.

A gastroenterologista Cristina Martins atesta o que disse a bióloga e, além de alertar para o risco do consumo da carne de baleia, diz que torna-se ainda mais danoso à saúde se o alimento não for devidamente refrigerado.

Ela explica que, embora o consumo seja autorizado em países da Ásia, no Brasil não se trata de uma prática comum e pode causar uma intoxicação alimentar, que pode provocar sintomas como vômito, náuseas e diarreia.

Quem consumiu a carne deve procurar um posto de saúde ou um médico imediatamente.

carcaça-de-baleia

Curiosos ainda se aproximam de animal, que morreu na sexta (Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

 

Óleo
Mas não foi só a carne que seduziu os moradores do entorno do local onde a baleia ficou encalhada. O óleo do animal também era um dos principais desejos de quem estava por perto. Além de ser famoso pela crença popular, que diz que ele pode ser usado como medicamento de cura de doenças dos ossos no corpo humano, serve como componente para a mistura de argamassa de cal para a construção civil.

“Existe um relato, mas faz muito tempo, da utilização desse óleo para essas finalidades. No entanto, eu reitero que ninguém em sã consciência deve comer ou consumir a carne ou o óleo dessa baleia. Isso pode gerar uma intoxicação alimentar severa”, alertou a bióloga.

Os moradores, crentes que a ação do óleo funciona para amenizar dor no corpo, recomendam o uso após pancadas. Não há nenhuma comprovação ou recomendação médica nesse sentido. 

cheiro-da-baleia-incomoda

Forte cheiro incomoda moradores (Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

 

Mudança na rotina
Embora ainda tenha curioso que vai à praia para ver o animal, alguns moradores querem distância da areia da praia, já que animal está em estado de decomposição e exala forte odor.

Pescador e morador do bairro, Ivan Ferreira, 44, contou que não entra no mar para pescar desde que soube da morte do animal. Segundo ele, a água ficou contaminada e afastou os peixes.

“Não vou pescar desde sexta-feira, os peixes somem com esse mau cheiro. Dá para sentir de longe, as famílias que moram aqui perto também não estão mais aguentando. Não sei como as pessoas conseguem comer essa carne. Vi muita gente carregando vários pedaços grandes”, contou o pescador.

A catadora Maria Silva também reclama da demora para a remoção dos restos da baleia. “Nós é que ficamos aqui com esse mau cheio desde sexta. Ninguém consegue trabalhar, nem muito menos dormir em paz”, afirmou.

Fonte:https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-que-comeram-carne-de-baleia-morta-correm-risco-de-intoxicacao/


Mato toma conta da Unidade de Saúde da Família Feira X - III e IV

mato-toma-conta

Solicitamos a Secretaria de Saúde do Município de Feira de Santana(BA), a gentileza de resolver a situação da área EXTERNA do Posto de Saúde citado pois o mato está tomando conta conforme fotos publicadas.

mato-toma-contamato-toma-conta

mato-toma-contamato-toma-conta

mato-toma-contamato-toma-conta

mato-toma-conta

Ao mesmo tempo parabenizo a parte INTERNA pela higiene e organização e atendimento. Espero que os responsáveis tomem as devidas providencias para não trazer DOENÇAS etc... para não prejudicar os trabalhos dos profissionais da Saúde que mesmo sem condições as vezes fazem alem do seu papel.


A Secretaria de Saúde do Município vem fazendo sua parte junto a população.

imagem-de-vacinaçao

Hoje fomos ao posto da Unidade de Saúde da Família Feira X - III e IV na minha comunidade. Dr. Adroaldo de Oliveira Dórea em Feira de Santana - Bahia. Para tomar as vacinas contra gripe e hepatite B.

imagem-de-vacinaçaoimagem-de-vacinaçao

Onde fomos atendidos carinhosamente pela Tec. de Enfermagem Greiciane Sampaio onde explicou a importância das vacinas em nossas vidas. “A Secretaria de Saúde do Município vem fazendo sua parte junto a população.” Finalizou Greiciane.

Doenças que a vacina previne

A hepatite B é a irritação e inchaço (inflamação) do fígado devido à infecção pelo vírus da hepatite B (HBV). A infecção por hepatite B pode ser transmitida pelo contato com o sangue, sêmen, fluidos vaginais e outros fluidos corporais de alguém que já tem infecção por hepatite B. A maioria dos danos causados pela hepatite B ocorre devido à maneira como o corpo responde à infecção. Quando o sistema imunológico do corpo detecta a infecção, envia células especiais para combatê-la. No entanto, estas células de combate à doença podem causar a inflamação do fígado.

A infecção pelo vírus da hepatite B (VHB) acomete entre 350 e 500 milhões de pessoas em todo o mundo. Suas manifestações clínicas variam de infecção sem que haja a manifestação da doença com cura sem sequelas à cirrose e câncer hepáticos, podendo ainda causar hepatite aguda de vários graus de gravidade, infecção crônica sem manifestação (o paciente é portador) e hepatite crônica. Estima-se em cerca de 40% a chance de um infectado crônico pelo VHB vir a morrer em decorrência desta infecção.

Josenilson Almeida
Radio Princesa do Sertão
(75) 99178-8743

Sites: https://www.radioprincesadosertao.com.br/
https://josenilsonalmeida.com.br/

Baixe Nosso Aplicativo:

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.maximum.radioprincesadosertao&hl=pt_BR


"Vamos melhorar ainda mais!" diz Ivanete Cunha.

hospital-da-mulher

O Laboratório do Hospital da Mulher em Feira de Santana na Bahia atende diariamente uma grande demanda de pacientes de várias localidades por profissionais devidamente capacitados. Sabemos que nossa Saúde é precária e precisamos melhorar mais para que tenhamos uma saúde de qualidade, pensando desta forma a Coordenadora D. Ivanete Cunha com larga experiência, dedicação, liderança e ética vem desempenhando um belíssimo trabalho de orientação, capacitação junto a sua equipe.

atendimento-hospital-da-mulher

Rubens, Robson e Josy

Estão de parabéns no atendimento aos pacientes com dedicação e amor ao próximo. " Netinha" como é carinhosamente conhecida pelos pacientes, amigos e funcionários está sempre buscando soluções para que todos venham ter um atendimento de qualidade no Laboratório do Hospital da Mulher. Parabéns a todos que fazem parte desta equipe!

Josenilson Almeida
Radio Princesa do Sertão 
(75) 99178.8743 WhatsApp

Sites: www.radioprincesadosertao.com.br ou www.josenilsonalmeida.com.br


 

Salvador faz Dia D contra o sarampo

A tríplice viral imuniza contra o sarampo, a rubéola e caxumba

 

dia-d-contra-sarampo

A prefeitura de Salvador realiza neste sábado (10) o Dia D da Vacinação contra o Sarampo. Oitenta e dois postos de saúde oferecem, até as 17h, a vacina contra a doença, transmitida por secreções como gotículas eliminadas pelo espirro, a tosse e fala.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a população com idade entre 12 meses e 49 anos que ainda não se protegeu deverá comparecer a uma dessas unidades munida do cartão de vacina e documento de identificação para atualização vacinal.

“É importante ressaltar que a imunização não será indiscriminada, ou seja, será avaliada a situação vacinal de cada pessoa. Quem já tomou a vacina não precisa ser revacinada porque já está protegida”, disse, em nota, a subcoordenadora de Imunização, Doiane Lemos. 

De acordo com a prefeitura, a vacina está disponível na rede básica de saúde de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A tríplice viral imuniza contra o sarampo, a rubéola e caxumba.

A prefeitura de Salvador informa quem deve se vacinar contra o sarampo:
- de 12 meses a 4 anos: uma dose da tríplice viral e uma dose da tetra viral (com intervalo de 30 dias);

- de 5 a 29 anos: duas doses da tríplice viral (com intervalo de 30 dias);

- de 30 a 49 anos: uma dose da tríplice viral;

  • Profissionais de saúde de qualquer idade, portando documento comprobatório (crachá, contracheque, carteira de trabalho): duas doses da tríplice viral, respeitando o intervalo de 30 dias após a primeira.

Fonte:https://www.trbn.com.br/materia/I19265/salvador-faz-dia-d-contra-o-sarampo


27 de Julho - Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço

HPV, tabagismo e consumo de álcool são os principais fatores de risco para o câncer de cabeça e pescoço, alerta especialista

 

cancer-depescoso

Segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de cabeça e pescoço deve atingir 43 mil brasileiros em 2019. As infecções por HPV, o tabagismo e o consumo de álcool estão entre os principais fatores de risco para o surgimento da doença. No dia 27 de julho, comemora-se o Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço, data que visa conscientizar a população para a importância dos hábitos saudáveis na prevenção desse tipo de tumor. Atualmente, o câncer de cabeça e pescoço, que inclui câncer de boca, laringe e demais sítios dessa região, representa o segundo mais frequente entre os homens brasileiros, o primeiro é o de próstata.

Segundo o oncologista Eduardo Moraes, da equipe médica do NOB (Núcleo de Oncologia da Bahia), é preciso chamar a atenção para a infecção pelo HPV (Papilomavírus Humano), transmitido via sexo oral sem proteção, que tem sido um dos principais responsáveis pelo câncer de garganta.

Além de fatores genéticos, tabagismo, álcool e HPV, os hábitos alimentares, os traumas crônicos causados por próteses dentárias mal adaptadas e a exposição excessiva ao sol sem proteção labial podem desencadear algum câncer de cabeça e pescoço. Os hábitos de consumir bebida alcoólica e fumar associados podem aumentar em até 20 vezes a possibilidade de desenvolver a doença.

O câncer de cabeça e pescoço atinge, principalmente, a boca (céu da boca, língua e gengiva), a faringe (garganta), a laringe (cordas vocais), os seios da face, a cavidade nasal ou a glândula tireoide. Nas mulheres, o câncer mais frequente nas regiões da cabeça e pescoço é o de tireoide e, nos homens, o câncer de boca, laringe e faringe.

Feridas na boca que não cicatrizam em até três semanas, rouquidão persistente, perda de peso, dificuldade ou dor para mastigar e engolir, alteração da voz, aumento dos gânglios linfáticos ou nódulos no pescoço e mau hálito persistente são sintomas que podem estar associados a algum câncer de cabeça e pescoço. "Ao notar qualquer um desses sintomas, é fundamental que a pessoa vá ao médico o quanto antes. Quando se trata de um tumor, o diagnóstico precoce e o tratamento adequado aumentam consideravelmente as chances de cura", adverte o oncologista Eduardo Moraes. Mais de 90% dos tumores pequenos e localizados são curáveis.

“Evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, não fumar,  usar preservativo nas relações sexuais e cuidar da higiene bucal são hábitos importantes para prevenção da doença”, recomenda o oncologista.

Sobre o NOB (Núcleo de Oncologia da Bahia)

Fundado em 1992, o NOB tem sua sede na Avenida Ademar de Barros, 123, no bairro de Ondina, em Salvador, e conta também com unidades em Lauro de Freitas, Centro Médico do Hospital Aliança e Centro Médico do Hospital da Bahia, tendo como missão o acolhimento e a saúde integral do paciente oncológico. Para isso, conta com um corpo clínico formado por diversos especialistas, dentre oncologistas, hematologistas, reumatologistas, algologistas (tratamento da dor), nutricionistas e psicólogos que atuam juntos de forma multidisciplinar, com foco no atendimento humanizado e individualizado para garantir o melhor para o paciente. Sua equipe é altamente qualificada e comprometida com o aprimoramento contínuo.

A instituição possui um centro de pesquisa com inúmeros estudos clínicos desenvolvidos ao longo de anos, o que representa uma arma na luta contra o câncer e traz para a população novas tecnologias no combate à doença. Além disso, conta com a parceria de um centro de referência mundial em tratamento do câncer, o Dana Farber Cancer Institute, afiliado a Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos.

Fonte: https://www.trbn.com.br/materia/I18856/27-de-julho-dia-mundial-de-conscientizacao-e-combate-ao-cancer-de-cabeca-e-pescoco


Alimentação saudável: cardápio, dicas e como começar

 

Ter uma alimentação saudável é fundamental para que as funções do organismo funcionem de foma equilibrada.De forma prática, uma alimentação saudável é aquela composta por todos os macro e micronutrientes.

Os macronutrientes são os carboidratos (pães, massas e batatas, entre outros), gorduras (como os óleos, as oleaginosas, abacate e outros) e proteínas (peixes, ovos, carnes vermelhas, carne de frango, entre outros). Enquanto os micronutrientes são as vitaminas e minerais, que estão presentes nos mais diversos alimentos, como frutas, verduras, legumes, entre outros. As fibras, a parte não digerível do alimento vegetal, a qual resiste à digestão e à absorção intestinal, com fermentação completa ou parcial no intestino grosso, também são essenciais para a alimentação saudável e estão presentes nos alimentos integrais, nas frutas e verduras. Uma alimentação composta por estes nutrientes de forma equilibrada costuma ser bem variada, não tem exageros e não segue nenhum tipo de modismo.

dicas-saudavel

Saiba tudo sobre alimentação saudável - Foto: Getty Images

Ter uma alimentação saudável proporciona uma série de benefícios para as pessoas. Ela contribui para a melhora no sistema imunológico, na qualidade de sono, no trânsito intestinal, no humor, na capacidade de concentração e pode contribuir até mesmo para a perda de peso. Em gestantes, ela é essencial para o bom desenvolvimento do feto e em mulheres que amamentam irá contribuir para o desenvolvimento saudável do bebê. Entre outros inúmeros benefícios.

Pirâmide alimentar brasileira

A pirâmide alimentar foi adaptada para a população brasileira em 1999 pela nutricionista sanitarista Sonia Tucunduva Philippi, professora da Universidade de São Paulo. Esta pirâmide foi criada com o objetivo de facilitar o entendimento do público sobre quais os alimentos que devem ser mais ingeridos e quais devem ter um consumo menor.

A adaptação envolveu basicamente trocar alguns alimentos que não eram tão comuns no Brasil por outros nutricionalmente equivalentes, mas que eram ingeridos com maior frequência pelos brasileiros.

Os alimentos presentes na base da pirâmide são aqueles que devem ser mais consumidos, quanto mais para cima o alimento estiver localizado, em menores quantidades ele deve ser ingerido. A orientação de acordo com a pirâmide é ingerir 6 porções ao dia de carboidratos, como pães, arroz, batata, mandioca e outros, 3 poções de legumes e verduras, 3 de frutas, 3 de laticínios, como queijos, leite e iogurte, uma de carnes e ovos, uma de feijão e outras leguminosas, uma de óleos e outras gorduras e uma de açúcares e doces.

A seguir confira a pirâmide alimentar brasileira:

piramide-dos-alimentos

Fonte: Redesenho da Pirâmide Alimentar Brasileira para uma alimentação saudável

Os macronutrientes

Os macronutrientes consistem nas gorduras, carboidratos e proteínas. Os carboidratos são a principal fonte de energia do corpo, eles possuem 4 calorias por grama e se dividem entre simples e complexos.

A digestão e absorção dos carboidratos simples acontece rapidamente levando a um aumento dos níveis de glicose no sangue (glicemia). Exemplos de alimentos que são fontes de carboidratos simples: frutas, mel, xarope de milho, açúcar. O excesso dos carboidratos simples pode favorecer problemas de saúde como diabetes.

Já os carboidratos complexos possuem estrutura química maior (polissacarídeos). Por ser uma molécula maior são digeridos e absorvidos mais lentamente, ocasionando aumento gradual da glicemia. Exemplos de alimentos fontes de carboidratos deste grupo: arroz integral, pão integral, batata doce, massa integral. Estes carboidratos complexos são ricos em fibras e por isso contribuem para a melhora no trânsito intestinal, previnem o diabetes, ajudam na perda de peso, controle do nível de colesterol, entre outros.

Outro macronutriente é a proteína. Ela possui quatro calorias por grama e tem como uma de suas principais funções reparar as microlesões que ocorrem como um processo fisiológico normal quando se pratica atividade física e proporcionar a sua regeneração e formação de novas células musculares.

As proteínas podem ser encontradas em alimentos de origem animal, como carnes vermelhas, peixes, aves, laticínios e ovos. Elas também estão presentes nos alimentos de origem vegetal, especialmente leguminosas como feijão e soja.

O outro macronutriente é a gordura e possui 9 calorias por gramas. Elas se dividem entre gorduras monoinsaturadas, poli-insaturadas e saturadas. As gorduras proporcionam saciedade e algumas delas proporcionam benefícios para o cérebro. As gorduras poli-insaturadas são encontradas em alimentos como a chia, a linhaça e peixes de água fria, salmão e sardinha por exemplo. Já as monoinsaturadas estão presentes em óleos, como o azeite e no abacate.

Quantidades recomendadas de macronutrientes

A recomendação é que uma alimentação saudável seja composta de 40 a 55% de carboidratos, 15 a no máximo 30% de proteínas, sendo metade de origem animal e outra vegetal, e entre 25 e 30% de gorduras, sendo um terço de saturadas, um terço de poli-insaturadas e um terço de monoinsaturadas.

Macronutrientes para priorizar

Os carboidratos complexos, aqueles em que o açúcar demora mais para ser absorvido no sangue, e menor carga glicêmica, quantidade de açúcar presente no alimento, são os que devem estar presentes com maior frequência em uma alimentação saudável. As frutas, especialmente quando ingeridas com casca, e os alimentos integrais costumam ter estas características.

Quanto às proteínas, a recomendação é ingerir tanto aquelas de origem vegetal, como a soja e o feijão, quanto às de origem animal. Porém, uma pessoa consegue manter uma dieta vegetariana e ainda assim ser saudável. Fontes de proteínas de origem animal que vale a pena investir são aquelas com menor concentração de gorduras saturadas como os peixes, as aves, os ovos e o leite semi-desnatado. Quanto aquelas de origem vegetal, todas parecem ser boas alternativas, como o feijão, a soja, a lentilha, o grão de bico e a quinoa.

Quanto às gorduras, aquelas insaturadas são boas alternativas para a saúde. Vale investir em fontes de ômega 3 como o salmão, a sardinha e outros peixes de águas frias, a chia e a linhaça. Alimentos ricos em gorduras monoinsaturadas como o abacate e o azeite também são ótimas opções.

Macronutrientes para evitar

É importante reduzir o consumo de fontes de carboidratos com alto índice e taxa glicêmica, como o pão branco, a batata, a massa e o arroz branco. Isto porque eles podem levar a picos de insulina que em excesso favorecem desde o ganho de peso até o diabetes.

Quanto à proteína, é importante não abusar do consumo da carne vermelha. Ingerir cerca de 300 gramas deste alimento por semana já é o suficiente. O excesso de carne vermelha leva ao maior consumo de gorduras saturadas que aumenta o risco de problemas cardiovasculares, entre outros.

Em relação às gorduras o mesmo cuidado com a saturada é válido. Evite exagerar no consumo de fontes de gorduras saturadas, principalmente as carnes vermelhas gordurosas e o leite integral, entre outros.

Micronutrientes

Entre os micronutrientes temos os minerais e as vitaminas, o que resulta em dezenas de substâncias essenciais para a manutenção da vida. Alguns bons exemplos de vitaminas são: vitamina A, importante para a visão e crescimento e que é encontrada em ovos, cereais fortificados, leite, cenoura, entre outros, vitaminas do complexo B, grandes aliadas do cérebro e que são encontradas principalmente em carnes, leite e ovos, e vitamina C, que melhora a imunidade e pode ser encontrada nas frutas como kiwi, laranja e acerola.

Quanto aos minerais, eles se dividem entre macromineais, que precisamos ingerir em grandes quantidades, como o cálcio, e os elementos traços, que precisamos de pequenas porções, como o boro. Exemplos de macrominerais são o ferro, que previne anemia, é bom para o coração e pode ser encontrado em carnes, e o cálcio, aliado dos ossos e dentes que está presente principalmente nos laticínios.

Como existem diversos micronutrientes, a melhor maneira de saber que está ingerindo quantidades suficientes deles é manter sempre uma grande variedade na dieta. Procure consumir todos os grupos alimentares e seguir o conceito de variabilidade alimentar que sugere que a sua dieta abranja ao menos 30 alimentos. Produtos alimentares, como embutidos, bolachas recheadas, entre outros, não entram na conta.

Atitudes que garantem a alimentação saudável

Para ter uma alimentação saudável é importante que ela seja muito variada e conte com todos os grupos alimentares. Seguir o conceito de variabilidade alimentar, que sugere que a sua dieta abranja ao menos 30 alimentos, é uma boa ideia. Lembrando que produtos alimentares, como embutidos, bolachas recheadas, entre outros, não entram na conta.

Outro cuidado importante está na escolha dos alimentos. Em relação aos carboidratos é importante priorizar os complexos, como pães integrais, arroz e massas integrais. Já quando falamos de gorduras, as fontes de gorduras insaturadas devem ser ingeridas em maior quantidade, como as oleaginosas, o azeite, o abacate, o salmão e a chia. Quanto às proteínas, vale priorizar as versões magras, como peixes, aves, carnes vermelhas com pouca gordura e aquelas de origem vegetal, como feijão, lentilhas e soja.

O papel da água

A água é essencial para o transporte de nutrientes no organismo e a hidratação. A orientação é ingerir 30 ml de água por quilo de peso no dia, o que equivale a cerca de dois ou três litros de água por dia. A água não deve ser substituída por refrigerantes, sucos, especialmente os industrializados, e muito menos bebidas alcoólicas.

Sugestões de cardápio para alimentação saudável

Abaixo vemos a distribuição calórica por refeição baseada em uma dieta de 2000 kcal, composta por 6 refeições diárias.

Refeição Sugestão
Café da manhã Invista em frutas, cereais, pães integrais e oleaginosas. Para beber: sucos naturais, água de coco, chás, leite ou café. Um café da manhã ideal pode ter 20% do consumo diário, cerca de 400 kcal.
Lanche da manhã Esta refeição deve ser leve e rápida, com alimentos de baixo índice glicêmico (devagar absorção). Invista em frutas, oleaginosas, alimentos naturais e integrais. Para beber: sucos naturais, chás ou água de coco. O lanche da manhã ideal pode ter 5% do consumo diário, cerca de 100 kcal.
Almoço O prato recomendado para o almoço é dividido em quatro partes: duas partes preenchidas com saladas e legumes, uma parte com fontes de carboidrato e uma parte com fontes de proteína. Para beber: sucos naturais ou chás. O almoço ideal pode ter 30% do consumo diário, cerca de 600 kcal.
Lanche da tarde Faça lanches que contenham carboidrato, proteína e gordura boa. Dê preferência aos alimentos naturais e integrais. Outras boas sugestões são as frutas secas, cereais ou castanhas. Para beber: café, chás ou iogurtes. O lanche da tarde pode ter 15% do consumo diário, cerca de 300 kcal
Jantar Carboidratos, proteínas (de digestão simples), gorduras, vitaminas e minerais devem ser fornecidos adequadamente. Frutas e legumes são bons alimentos para essa refeição. Para beber: sucos naturais e chás. A janta pode ter 25% do consumo diário, 500 kcal
Ceia Escolha um lanche rico em proteína. se quiser, pode adicionar uma fruta, que é um carboidrato leve ou, no máximo, 1 torrada integral. A ceia pode ter 5% do consumo diário, 100 kcal

Este exemplo pode variar de acordo com os hábitos alimentares e necessidades de cada indivíduo, mas a partir dele podemos observar que não se deve restringir a alimentação comendo muito pouco em alguns períodos e exagerando em outros.

Alimentos menos saudáveis

Doces, bolos, brigadeiro, alimentos industrializados e ricos em sódio, temperos prontos ente outros precisam ser evitados.

Alimentos que possuem grandes quantidade de gorduras saturadas e trans também devem ser evitados, especialmente as trans que não devem passar de dois gramas por dia. Os alimentos ricos em gorduras saturadas são as carnes vermelhas, especialmente as mais gordurosas, o leite integral e seus derivados e os queijos amarelos.

Alguns exemplos de alimentos que possuem a gordura trans são: margarinas sólidas ou cremosas, recheios de biscoitos, salgadinhos de pacote e congelados, como salgadinhos de festa, ou pizza congelada, pastéis, macarrão instantâneo, sopas e cremes em pó, coberturas, sorvetes, pães, alimentos pré-assados ou fritos, bolos, tortas, pipoca de micro-ondas, glacê pronto para consumo, dentre outros alimentos industrializados.

Apesar de serem prejudiciais para a saúde, é difícil restringir completamente o consumo deles. Saiba que isto não é necessário para manter uma alimentação saudável, basta não fazer com que o consumo deles não seja algo constante na sua dieta. Por exemplo: considerando que uma pessoa faça 5 refeições por dia, o que equivale a 35 refeições por semana. Se entre essas 35 refeições, 30 forem saudáveis e 5 não forem, isto provavelmente não irá comprometer a saúde de uma pessoa saudável.

Fontes consultadas:

Nutrólogo Roberto Navarro Nutricionista Rosana Farah, professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie e membro da clínica Ávvia Medicina e Nutrição.

Fonte: https://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/20643-alimentacao-saudavel


Dicas para um estilo de vida mais saudável em 2019

dicas-para-um-estilo-de-vida-mais-saudavel

E aí, já pensou nas suas metas para 2019? Mais do que um novo emprego, um carro mais moderno e um computador mais potente, aproveite este novo ano para cuidar de si mesmo. Contagie-se com esse clima positivo que a virada do ano traz e faça diferente. Basta mudar uma coisinha aqui e outra ali em sua rotina para que você leve a vida com um estilo de vida mais saudável, fazendo bem para a sua mente e para o seu corpo.

Se você está precisando de inspiração para um estilo de vida mais saudável em 2019, separamos aqui 4 dicas simples para você começar hoje mesmo. Vamos lá?

 

1 – Mude sua alimentação

Uma das maneiras mais sábias de cuidar do corpo é mudando a alimentação. Procure fazer escolhas mais saudáveis nas refeições, com bastante legumes, saladas e carnes magras. Além de te ajudar a perder aqueles quilos a mais, ainda vai te deixar muito mais forte e saudável para encarar o ano com disposição e saúde. Nós podemos te ajudar: aproveite os descontos da Carteira do Estudante ISIC para se alimentar melhor. Veja alguns parceiros ISIC:

  • Substância | Gastronomia light – 8% de desconto em pratos, sucos, sopas, doces e lanches diretamente na loja participante.
  • Boali – 12% de desconto em todos restaurantes
  • Mundo Verde – 5% de desconto (verificar as unidades participantes)

 

2 – Leia mais

A leitura amplia seu conhecimento de mundo e faz a sua mente relaxar. Não deixe esse hábito para trás! Selecione alguns títulos para ler neste ano e garanta os seus nas livrarias com desconto ISIC:

  • Livraria Cultura: 15% de desconto.
  • Saraiva: 8% de desconto.
  • Cia dos Livros: 10% de desconto.

 

3 – Não deixe o lazer de lado

A rotina é pesada, mas você precisa separar um tempo dedicado ao lazer! Dê um passeio no parque da sua cidade, vá tomar um café com um amigo ou aproveite o desconto de 50% em ingressos para cinemas, teatros e espetáculos musicais que a ISIC garante para você!

 

4 – Movimente seu corpo

Praticar atividades físicas regulares traz tantos benefícios para sua saúde, que já passou da hora de movimentar o seu corpo. Com elas, você combate o excesso de peso, melhora sua autoestima e manda o stress para longe. Quem tem a Carteira do Estudante Isic tem desconto nas academias:

  • Cia Athletica – 10% de desconto na mensalidade + isenção de matrícula na unidade Granja Viana
  • e.body – 5% de desconto nos planos regulares e 10% de desconto entre 10h e 12h; entre 14h e 17h.
  • Curves – 10% de desconto nas mensalidades do plano anual em todas as unidades Curves.

Fonte: https://www.carteiradoestudante.com.br/blog/dicas-para-um-estilo-de-vida-mais-saudavel-em-2019-confira/


Inverno e banhos quentes: cuidados com a pele e cabelos

Apesar da sensação agradável, os banhos quentes podem prejudicar a pele e os cabelos. Veja dicas para mantê-los saudáveis nos dias frios

inverno-e-banho-quente

Você sempre toma banhos quentes? Imagino que sim, principalmente no inverno, certo? Apesar da sensação agradável do momento, os banhos quentes podem ser bastante prejudiciais, tanto à pele quanto aos cabelos. Por isso, trago o tema – inclusive nessa estação mais fria – para atenção.

As altas temperaturas da água dos banhos, combinadas ao uso de sabonetes, podem fazer com que a função de barreira protetora da pele seja prejudicada: ela fica mais seca e há danos a uma camada superficial de substâncias oleosas que contribuem de maneira significativa para manter a pele hidratada.

Tomar banhos quentes pode não só ressecar a pele como também danificar a sua superfície, contribuindo para a formação de áreas avermelhadas, por vezes elevadas e pruriginosas, que conhecemos como eczema.

Para manter a pele bonita e saudável durante o inverno, é importante tomar banhos mornos ao invés de quentes e tentar reduzir o tempo de permanência no chuveiro em até 10 minutos. Você consegue?

hidratação após o banho também é ferramenta essencial: o creme hidratante aplicado sobre a pele logo após o banho evita a desidratação e permite que a camada protetora seja restaurada mais facilmente.

Quanto aos cabelos, os óleos naturais que protegem os fios também são prejudicados no contato prolongado com água em altas temperaturas. O couro cabeludo pode ressecar com a água quente e, em resposta a essa irritação, aumenta a produção do sebo, promovendo mais oleosidade e o aparecimento da dermatite seborreica (caspa).

A melhor maneira de higienizar os fios e controlar o excesso da caspa, é maneirar na temperatura e alternar o shampoo convencional com o específico para seborreia. Mas é importante salientar que, dependendo da gravidade do caso, o shampoo poderá ser menos ou mais concentrado, associado ou não ao uso de medicamentos específicos e, por isso, a indicação pelo dermatologista é fundamental.

Com pequenas mudanças de hábitos é possível manter pele e cabelos saudáveis e bem cuidados durante todo o inverno.

Cuide-se e não esqueça o filtro solar, inclusive no inverno! Quer saber mais? Procure seu dermatologista e cuide da sua pele e dos cabelos.

Fonte: https://veja.abril.com.br/blog/letra-de-medico/inverno-e-banhos-quentes-cuidados-com-a-pele-e-cabelos/


Criança de 5 anos morre com suspeita de dengue na BA; mãe relata demora em diagnóstico e erro médico

morte-de-criança-suspeita-dengue

Criança morreu com suspeita de dengue na Bahia — Foto: Reprodução/TV Subaé

 

Uma menina de cinco anos morreu com suspeita de dengue, na cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador. De janeiro a 21 de abril, foram notificados no município 5.896 casos da doença, sendo 1.481 já confirmados e seis mortes, segundo a Secretaria de Saúde municipal — outros quatro óbitos estão sob investigação.

O óbito de Samile Brito Araújo ocorreu na segunda-feira (29), e a família reclama da demora no diagnóstico da doença e de suposto erro médico.

A mãe, Saionara Brito Santos, contou que a filha começou a passar mal uma semana antes, teve febre alta e dor de cabeça.

"Eu levei para a policlínica, ela foi medicada e voltou para casa. Na quarta, pela manhã, ela acordou com dor de cabeça e se coçando. Eu voltei a levá-la para a policlínica. Eu achei que tinha sido reação ao medicamento. Lá, o médico deu o mesmo medicamento e a febre não baixava, e passou a tarde lá, dando banho e tal", afirmou.

"Na quarta para a quinta, ela teve uma coceira nos pés, e eu comecei a coçar com escova de cabelo, porque não amenizava. Na quinta, ela amanheceu já vomitando, não queria comer", completou a mãe.

 

Depois de ser diagnosticada com dengue, a menina chegou a ser transferida para o Hospital da Criança, mas não resistiu.

"Chegando lá, o médico, antes de fazer qualquer exame, avaliou ela e falou para mim que o caso dela era aparentemente grave. Da terça-feira até o dia em que ela foi embora, ela sofreu bastante, bastante. Eu via que ele estava fazendo tudo para salvar minha filha, mas não conseguiu", lamentou a mãe.

mae-da-jovem-que-morreu-de-suspeita-de-dengue

Mãe diz que houve demora no diagnóstico da doença e relata erro médico — Foto: Reprodução/TV Subaé

 

Saionara acredita que, além da demora em diagnosticar a doença da filha, houve erro médico.

"O primeiro médico disse que só poderia fazer exame na sexta e, na sexta, ela já estava ruim. Ela começou a ter convulsão. Se ele tivesse feito alguma coisa naquela terça-feira que ela ainda estava conversando, ela estava brincando, ela estava andando, poderia ter ajudado em alguma coisa. E na UPA, o médico falou que as plaquetas dela estavam baixas, mas que não era dengue. Eu acreditei no que ele me falou e eu fui embora com minha filha", afirma.

A Secretaria de Saúde do município informou que tem capacitado agentes para combater os focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e de outras doenças como chikungunya e zika.

"Ampliamos muito notificação. E o que quer dizer isso em relação a 2018? Nós observamos que a medida que capacitarmos as pessoas, os profissionais de saúde, as informações começaram a chegar para a secretaria. Então, é importante que tenhamos um número de notificações, o maior número possível, porque a medica em que temos as notificações, traçamos ações estratégicas para atender", afirma a secretária Denise Mascarenhas.

imagem-criança-suspeita-de-dengue

Óbito de Samile Brito Araújo ocorreu na segunda-feira (29) — Foto: Reprodução/TV Subaé

A Vigilância Epidemiológica disse que tem atuado nas comunidades, mas a secretaria de Saúde afirma que, no entanto, muitos focos da dengue estão localizados em residências e os agente encontram dificuldades para entrar e realizar os trabalhos.

"A gente tem essa dificuldade, o Ministério Público está junto com a gente, principalmente nas casas abandonadas, fechadas. Temos feito um trabalho muito de perto para que possamos encontrar os donos. Se tiver placa de aluguel, a gente entra em contato com as corretoras. Estamos sempre buscando isso", disse.

Com relação ao atendimento na Unidade de Pronto Atendimento, a secretaria municipal disse, por meio de nota, que não recebeu nenhuma reclamação da família da criança e que a unidade de saúde agiu de acordo com os protocolos. Disse, também, que a morte de Samila segue sob investigação.

 

Fonte: https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2019/05/03/crianca-de-5-anos-morre-com-suspeita-de-dengue-na-ba-mae-relata-demora-em-diagnostico-e-erro-medico.ghtml


 

Mais de 100 municípios do PI podem ter surtos de dengue, zika e chikungunya, diz Ministério da Saúde

Ao todo, 83 municípios do estado estão em situação de alerta e 25 em situação de risco. A recomendação do Ministério da Saúde é que essas cidades fortaleçam as ações de combate.

imagem-de-saude

Aedes aegypti — Foto: Raul Santana/Fundação Oswaldo Cruz/Divulgação

 

Pelo menos 108 municípios do Piauí podem ter surtos de dengue, zika e chikungunya, de acordo com o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) do Ministério da Saúde. O dado foi divulgado nessa terça-feira (30) e é resultado de um estudo que classifica o risco do aumento de doenças causadas pelo vetor. Ao todo, 83 municípios do estado estão em alerta e 25 sob risco - que é uma situação mais grave.

Bom JesusFlorianoLuís CorreiaOeirasParnaíbaPiripiriSão Raimundo Nonato e Teresina são alguns dos municípios em alerta. A recomendação do Ministério da Saúde é que essas cidades fortaleçam as ações de combate ao mosquito.

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), já foi possível verificar um aumento no número de casos notificados de dengue deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 879 casos em 61 municípios, em comparação a 743 casos em 44 municípios notificados no ano de 2018, representando um aumento de 18,3%.

A Sesapi destacou os municípios com maior incidência de dengue por 100 mil habitantes: PavussuCristino CastroJúlio BorgesRio Grande do Piauí e Alvorada do Gurgueia. Por outro lado, o boletim registrou uma redução nos casos de chikungunya.

Foram 147 casos registrados em 19 municípios este ano e em 2018 foram 218 casos em 21 municípios, representando uma redução de 32,6%. Com relação ao zika vírus foram 12 casos prováveis registrados em cinco cidades esse ano.

A orientação do Ministério da Saúde e da Sesapi é que a população fique atenta aos criadouros do mosquito, que se formam em água parada, e que faça uso de repelente.

 

Fonte: https://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2019/05/01/mais-de-100-municipios-do-pi-podem-ter-surtos-de-dengue-zika-e-chikungunya-diz-ministerio-da-saude.ghtml


 

Ministério da Saúde abre nesta segunda-feira a 2ª fase da vacinação contra gripe

De acordo com o ministério, 41,8 mil postos de vacinação estão à disposição da população no país

imagem-de-mulher-saude

(Foto: Betina Humeres/ DC/ Banco de Dados)

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe entra em nova etapa hoje (22) em todo o país. A primeira fase, que teve início em 10 de abril, vacinou crianças, gestantes e puérperas. A partir da próxima segunda-feira (29), o Ministério da Saúde abrirá ao restante do público-alvo.

A partir desta segunda, também podem receber a vacina trabalhadores da saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

De acordo com o ministério, 41,8 mil postos de vacinação estão à disposição da população. Além disso, 196,5 mil profissionais estão envolvidos, com a utilização de 21,5 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais.

A doença

A influenza é uma doença sazonal, mais comum no inverno, que causa epidemias anuais, sendo que há anos com maior ou menor intensidade de circulação desse tipo de vírus e, consequentemente, maior ou menor número de casos e mortes.

o Brasil, devido a diferenças climáticas e geográficas, podem ocorrer diferentes intensidades de sazoNnalidade da influenza e em diferentes períodos nas unidades federadas. No caso específico do Amazonas, a circulação, de acordo com o ministério, segue o período sazonal da doença potencializado pelas chuvas e enchentes e consequente aglomeração de pessoas.

Até o fim de março, antes do lançamento da campanha, foram registrados 255 casos de influenza em todo o país, com 55 mortes. Até o momento, o subtipo predominante no país é influenza A H1N1, com 162 casos e 41 óbitos. O Amazonas foi o estado com mais casos registrados: 118 casos e 33 mortes. Por isso, a campanha foi antecipada no estado.

Fonte: https://www.nsctotal.com.br/noticias/ministerio-da-saude-abre-nesta-segunda-feira-a-2a-fase-da-vacinacao-contra-gripe


 

Páscoa saudável: chocolate amargo traz benefícios à saúde

Com moderação, você pode aproveitar as delícias da Páscoa e ainda beneficiar a saúde!

imagem-de-coelho-de-pascoa

Páscoa saudável: chocolate amargo traz benefícios à saúde

Foto: Pixabay / Sport Life

 

Para quem adoraria aproveitar a Páscoa comendo chocolate, mas tem medo dos efeitos negativos do doce, temos uma ótima notícia! Consumir chocolate amargo, com no mínimo 70% de cacau, proporciona vários benefícios. Segundo a angiologista Aline Lamaita, o alimento tem propriedades antioxidantes e antiplaquetárias, o que contribui para a função vascular do organismo. Também está ligado, segundo estudos, a uma melhora na disposição, funcionamento cerebral e redução da vontade de comer doces.

Benefícios do chocolate amargo

"O chocolate amargo atua contra os danos no DNA celular, possui ação vasodilatadora e previne a formação de placa de gordura dentro das artérias", explica. A médica acrescenta que, por conta dos flavonoides presentes no cacau - e sua ação antioxidante com benefícios comprovados para a circulação-, há a redução dos riscos de doenças vasculares, redução do mau colesterol (LDL) e aumento discreto do bom (HDL), além da diminuição do risco de doenças vasculares e melhora no envelhecimento da pele.

No entanto, Aline ressalta que a ingestão ideal é de 30 gramas ao dia, no máximo!

 

Fonte: https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/saude/bem-estar/sport-life/pascoa-saudavel-chocolate-amargo-traz-beneficios-a-saude,917a79208a66d978be0b53c344e2187btjjlfek9.html


 

Médico acusado de deformar rosto de pacientes é condenado a indenizar mulher que ficou com sequelas após tratamento estético

 

Segundo juiz, vítima teve lesão definitiva no olho após procedimento para tratar olheiras. Valor é de R$ 60 mil. Wesley Murakami já foi condenado por danos a outra paciente.

imagem-medico-wesley-murakami

Médico Wesley Murakami foi condenado a pagar R$ 60 mil a paciente que ficou com sequelas — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A Justiça condenou o médico Wesley Murakami a pagar indenização de R$ 60 mil a uma paciente que ficou com sequelas após um procedimento estético realizado por ele. De acordo com os autos, a mulher passou por tratamento para amenizar olheiras, mas acabou ficando com produto alojado e precisou passar por outra operação corretiva. Cabe recurso.

O G1 entrou em contato com o advogado André Bueno, que representa o profissional, na manhã desta quarta-feira (17) e aguarda retorno.

Murakami foi preso em Goiás no último dia 21 de dezembro, levado para prisão em Brasília e solto no dia 17 de janeiro. Ele já foi condenado a indenizar outra mulher que ficou com deformidades após passar por procedimento em Goiânia.

Desta vez, conforme sentença do juiz Jonir Leal de Sousa, da 1ª Vara Cível da comarca de Aparecida de Goiânia, a mulher ficou com uma sequela no olho esquerdo, após o nervo óptico ser afetado.

O procedimento foi realizado em 2012 e custou R$ 1,8 mil. Ainda conforme o magistrado, ele foi realizado com a aplicação de polimetilmetacrilato (PMMA), um tipo de plástico líquido usado para preenchimento – é injetada sob a pele por meio de uma seringa.

Porém, dois anos depois, a paciente apresentou problemas e procurou outro médico, que constatou resquícios do produto no organismo e pontuou a necessidade de um novo procedimento para sua retirada. Ainda assim, a situação não foi completamente contornada.

imagem-paciente-medico-wesley

Empresário Alexandre Garzon foi atendido pelo médico Wesley Murakami — Foto: Reprodução/TV Globo

 

Em seu despacho, o juiz destacou que "a lesão definitiva remanescente, ainda que minimizada, que deve ser compensada pecuniariamente". O médico também terá de pagar à mulher R$ 2 mil, valor referente aos custos dela com os procedimentos posteriores.

Por fim, Sousa afirmou que outros casos já foram amplamente divulgados "diversos outros casos de procedimentos malsucedidos realizados pelo requerido".

 

Denúncias

 

Segundo a Polícia Civil de Goiás, há 14 denúncias contra o médico no estado. Já no DF, outras 15 pessoas alegaram que tiveram deformidades no rosto após serem atendidas por ele, que teve o registro profissional suspenso.

Uma das pacientes disse que ficou com o "rosto de monstro" após o procedimento com o paciente.

São apurados crimes de lesão corporal gravíssima, associação criminosa e aplicação de produto de origem ignorada ou adulterada.

A Polícia Civil realizou uma operação durante a qual foram apreendidos medicamentos, prontuários e computadores no consultório do médico, em Goiânia.

 

Fonte: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2019/04/17/medico-acusado-de-deformar-rosto-de-pacientes-e-condenado-a-indenizar-mulher-que-ficou-com-sequelas-apos-tratamento-estetico.ghtml


 

Meditação diminui ansiedade e ajuda no combate à obesidade

A meditação alivia a ansiedade e o estresse atuando sobre doenças crônicas como diabetes, hipertensão arterial, doenças autoimunes, obesidade e depressão

imagem-de-saude

A meditação é um caminho para quem busca tranquilidade e qualidade de vida e tem efeitos práticos sobre a saúde. É o que explica a médica e professora de meditação da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Maira Polcheira. “Pessoas que meditam apresentam um maior autocuidado, com melhora dos hábitos de vida, além de serem mais compassivas, mais cooperativas, menos reativas e mais felizes”, completa. A meditação é uma das 29 Práticas Integrativas Complementares oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo Maira, no Distrito Federal (DF) não existem protocolos definidos quanto à indicação da meditação, mas é cada vez mais frequente a adoção da prática em consultórios médicos, psicológicos e de terapia ocupacional. “A população está mais receptiva a esta prática e tem buscado a meditação quando indicada pelo profissional de saúde ou até por amigos e colegas de trabalho”, revela.

Meditação no SUS

No DF, a meditação é oferecida em postos de saúde de várias regiões administrativas, como Plano Piloto, Ceilândia, Gama, Taguatinga, Planaltina e Cruzeiro. A Secretaria de Saúde iniciou um trabalho para identificar os servidores que têm interesse em serem capacitados como facilitadores em meditação para implementar a prática em todas as unidades básicas de saúde.

Existem vários tipos de meditação com métodos e objetivos distintos. Contudo pode-se dizer que, tradicionalmente, a prática é a arte de familiarizar-se com algo, no caso com a própria mente. “O sucesso da meditação depende da incorporação da prática aos hábitos diários e muitos pacientes desistem porque não conseguem inseri-la na sua rotina”, afirma Maira. “É importante salientar que existem diversas modalidades de meditação laica e religiosa, mas o SUS oferece apenas meditação laica, para evitar interferências culturais e de credo”, esclarece Maira.

Práticas integrativas

Os tratamentos que utilizam recursos terapêuticos são baseados em conhecimentos tradicionais e científicos e voltados para curar e prevenir diversas doenças, como depressão e hipertensão de forma complementar e integrada à medicina convencional. O Brasil lidera a oferta de modalidades integrativas na saúde pública com 29 práticas e 5 milhões de usuários em 9.350 estabelecimentos de 3.173 municípios.


 

O que é pior para a saúde, manteiga ou margarina? Estudo responde

Ambos possuem gorduras que contribuem para a acumulação e aumento do chamado mau colesterol ou LDL

imagem-pao-saude

A verdade – para muitos desagradável – é que nenhum destes alimentos é de fato saudável, como indica um artigo divulgado pela publicação Mega Interessante.

Tanto a manteiga quanto a margarina possuem gorduras que provocam o aumento do mau colesterolno organismo.

“O LDL entope as artérias, diminuindo a quantidade de sangue que chega ao coração, e leva ao enfarte e ao derrame cerebral”, afirma o cardiologista Bruno Caramelli, do Instituto do Coração (InCor), em São Paulo, no Brasil.

Noutras palavras, os cremes estão repletos de gordura, sendo as da manteiga de origem animal e as da margarina de origem vegetal. À partida, as gorduras vegetais seriam "menos ruins", já que as margarinas passam por um processo químico para apresentarem a sua textura sólida – a hidrogenação – que gera as chamadas gorduras transgênicas. Elas aumentam o LDL e ainda diminuem o colesterol bom ou HDL.

Para quem se preocupa em seguir uma dieta saudável, os especialistas recomendam uma outra alternativa: “Para quem tem colesterol alto, uma dica é substituir manteiga e margarina por queijo fresco ou requeijão”, diz a nutricionista Anna Christina Castilho, do Instituto de Metabolismo e Nutrição, em São Paulo, à mesma publicação.

A nutricionista sublinha ainda que – para aqueles que não estão dispostos a abdicar deste prazer – existe um tipo especial de margarina, com uma substância chamada fitosterol, que ajuda a diminuir o LDL.


 

Por que a dengue e a febre amarela são ameaças neste verão

No programa, o infectologista Artur Timerman explica porque doenças transmitidas por mosquitos sempre voltam com tudo no calor

Todos os anos, no verão, o número de casos de denguezika e chikungunya começa a subir. Uma conjunção de fatores explica essas epidemias – e por que elas se agravam todos os anos. Para começar, a dengue é nefasta por causa da incrível capacidade de adaptação ao ambiente urbano de seu vetor. O clima tropical, quente e úmido, é ideal para a proliferação do mosquito. Soma-se a isso a organização caótica das grandes cidades brasileiras. São cobertas por asfalto, prédios e poucos parques com espaço verde, que ajudariam no escoamento da água das chuvas. Recentemente, a febre amarela também se tornou uma ameaça para a população. Apesar do desespero inicial, nem toda população está vacinada e, portanto, protegida. 


 

Cinco cuidados essenciais para não passar mal na praia

O Veja Saúde apresenta uma série especial de vídeos de dicas para que o verão seja divertido - e saudável


O verão começa oficialmente no fim da semana. Você não vê a hora de ficar o dia todo na praia? Antes de ir, vale à pena saber algumas informações importantes para que o passeio não seja interrompido por um problema de saúde. Alguns alimentos podem ser mais perigosos que outros e até mesmo o consumo de gelo — aparentemente inofensivo — pode colocar sua saúde em risco. Como se proteger?

No programa Veja Saúde, em sua versão em pílulas, a jornalista Natalia Cuminale aponta cinco cuidados essenciais para garantir seu bem-estar durante as férias. Foram consultados o dermatologista Murilo Drummond e a nutricionista Luna Azevedo, da Clínica Nutrindo Ideais.


Como prevenir – e tratar – as varizes

Evitar o uso de salto alto, praticar atividade física e colocar as pernas para o alto são algumas estratégias para garantir a saúde

O tempo quente pede roupas mais leves. É hora de tirar do guarda-roupa as saias, vestidos e shorts. Na hora de colocar as pernas de fora, muitas mulheres se preocupam com as varizes. A questão não é só estética, mas de saúde também.